MPF quer Funai e PF na confusão da BR-226

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) está acompanhando desde o início do dia a situação de conflito que está ocorrendo em Barra do Corda (MA), onde os índios guajajaras bloquearam a BR-226, reivindicando a liberação de recursos pelo Estado do Maranhão, para a educação indígena. Dois procuradores da República acompanham o caso, para a adoção das medidas civis e criminais que se fizerem necessárias.

Os indígenas guajajaras bloquearam a BR-226 ontem, 7 de novembro, exigindo a liberação de recursos para o transporte escolar indígena. A situação resultou em troca de tiros entre indígenas e o delegado de polícia civil Edmar Gomes Cavalcanti, com diversos feridos, dentre eles, o próprio delegado e cinco indígenas. Os procuradores da República requisitaram a presença da Funai no local e o deslocamento da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

Para apurar o incidente, o MPF, por meio do procurador da República José Leite, requisitou a instauração de inquérito à Polícia Federal. De acordo com o documento, a equipe da PF deverá realizar a perícia no local de crime, a oitiva dos envolvidos, o levantamento dos exames de corpo de delito, entre outros procedimentos necessários para que se apure o ocorrido em toda a sua extensão. A medida objetiva facilitar a coleta dos dados sobre o caso, além de conter o clima de tensão no local dos fatos e evitar a ocorrência de outros incidentes.

Quanto às reivindicações dos indígenas, o MPF já havia acionado o Estado do Maranhão por conta das irregularidades no transporte escolar indígena, através de ação civil pública proposta pelo procurador da República Alexandre Soares. A Justiça Federal determinou em liminar que o Estado do Maranhão prestasse de forma continua os serviços de transporte escolar aos indígenas, sob pena de multa.

O MPF solicitou ainda à Funai o deslocamento de servidores ao local, para intermediar a liberação da rodovia e o conhecimento das demandas dos indígenas e está em contato permanente com a Polícia e a autarquia federal, para acompanhar os desdobramentos do caso.

(Com informações do Ministério Público Federal).

Os comentários não representam a opinião deste blog; a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

6 comentários para “MPF quer Funai e PF na confusão da BR-226”


  1. Roberto Lima

    DÉCIO, É UM ABSURDO O QUE SEMPRE ACONTECEU NESSA REGIÃO EM VIRTUDE DOS ÍNDIOS QUE LÁ VIVEM, APESAR DE SER DE TOTAL RESPONSABILIDADE DO GOVERNO FEDERAL, MAS QUEM PASSA PELA BR E PELA LOCALIDADE SOMOS NÓS QUE MORAMOS NO MARANHÃO E É UMA VERGONHA QUE ATÉ HOJE NADA TENHA SIDO FEITO, PORQUE NÃO É DE HOJE QUE OS ÍNDIOS FAZEM PROTESTOS E MAIS PROTESTOS POR TUDO, COBRAM PEDÁGIO E ASSALTAM, BATEM, HUMILHAM E MATAM PORQUE SE ACHAM POSSUÍDORES DE DIREITOS PRIVILEGIADOS. MAS A VERDADE É OUTRA E COMPLETAMENTE DIFERENTE DO QUE ALGUNS ACHAM, ELES POSSUEL AVIÃO, CARROS L200, HILUX, FRONTIER E POR AÍ VAI, USAM MOTOCICLETAS IMPORTADAS, CELULARES E AINDA POR CIMA COMERCIALIZAM DROGAS (MACONHA) QUE PLANTAM. ISSO JÁ DEVIA TER ACABADO, PORQUE A PRÓPRIA FUNAI TEM CONHECIMENTO DISSO E NADA FAZ ATÉ PORQUE QUANDO FAZ, ELES SE REBELDIAM E AINDA FAZEM DE REFÉM OS PRÓPRIOS FUNCIONÁRIOS DA PRÓPRIA FUNAI, ORGÃO DELES. É INACEITÁVEL E A POPULAÇÃO TEM QUE TOMAR CONHECIMENTO DESSES FATOS E A IMPORTÂNCIA DE RESOLVÊ-LOS IMEDIATAMENTE. SÃO ALTAMENTE PERIGOSOS (COM ALGUMAS EXCEÇÕES), INSENSÍVÉIS, DEBOCHADOS, PERVERSOS E AGEM COM EXTREMA MALDADE E O PIOR, NADA ACONTECE COM ELES E FICA POR ISSO MESMO, UM ABSURDO. QUEM VIVE LÁ NAQUELAS BANDAS E OS CAMINHONEIROS QUE TRAFEGAM CHEGAM A PAGAR PEDÁGIO SENÃO SÃO ESPANCADOS E AINDA ROUBAM SUA CARGA. CARROS DE PASSEIOS SÃO ASSALTADOS CORRIQUEIRAMENTE E FAICA POR ISSO MESMO, ALÉM DAS HUMILHAÇÕES QUE PASSAM. ACORDEM PARA A REALIDADE NO MARANHÃO. ROBERTO LIMA

  2. CHRISTIANO

    É O MPF E A FUNAI, GOSTAM DESTE COMPORTAMENTO!!!! INDIO PODE FAZER TUDO!!!

  3. morador de Grajaú

    Não sei o que as autoridades ainda esperam para tomar as providências necessárias com relação às práticas delituosas comandadas por esses brancos disfarçados de índios. Sim, porque essa molecagem começou desde que brancos, de olho nas gordas verbas do governo federal, passaram a se infiltrar nas aldeias. Brancos casando com índias. Muitos deles até criminosos fugidos de outros lugares.

    CADEIA NESSES VAGABUNDOS!

  4. José Maria

    ESSES ÍNDIOS SÃO UNS VAGABUNDOS. ´CONHEÇO MUITAS PESSOAS QUE FORAM HUMILHADAS POR ELES. ELES SÃO COVARDES E ABUSADOS. O DELEGADO SERIA MAIS UMA VÍTIMA, SE NÃO FOSSE MACHO O SUFICIENTE PARA REAGIR ÀS AGRESSÕES DESSES BANDIDOS.

  5. Rute Carreiro

    Isso é uma vergonha.infelizmente nós somos vitimas desse guajajaras infelizes,bandidos.Essa situação tem que acabar,porque esse fato que aconteceu com o Delegado infelizmente,acontece com varias outras pessoas que passam pela reserva,porque se acham o dono do mundo.Muitas pessoas ja morrerão por causa desses vagabundos.Eles nao querem trabalhar,mas acabar com a vida das pessoas eles infelizmente querem.Mas se existe lei nesse Brasil.isso vai acabar tudo na Forma da Lei.Espero que isso aconteca…

  6. Rute Carreiro

    Isso é uma vergonha esses vagabundos não trabalham,mas querem atrapalhar aqueles que querem o seus ideais.Isso tem que acabar.Espero que isso não se repita,como o fato que aconteceu com o Delegado,porque isso infelizmente acontece com as outras pessoas.Mas se existe Lei nesse Brasil espero que eles tomem providencias em relação a esse fato,espero que tudo aconteça tudo na Forma da Lei.

deixe seu comentário