Pistoleiro João de Elza está foragido de Pedrinhas

O pistoleiro João Cutrim Matos, o João de Elza, está entre os dezenove apenados beneficiados com o Indulto de Natal que não retornaram a Penitenciária de Pedrinhas.

Ele foi condenado no dia 15 de julho de 2008, a 18 anos de prisão por homicídio qualificado pelo assassinato do publicitário Manuel Dias de Oliveira Filho, o Surama, crime ocorrido em 12 de agosto de 2001.

Pistoleiro João de Elza faz pose de galã durante seu julgamento

O conselho de sentença, formado por sete jurados, sendo quatro homens e três mulheres, decidiu por unanimidade pela condenação do réu. Por isso, o juiz decretou a pena de 19 anos de reclusão, com a atenuante de um ano por custa de tempo já cumprido de detenção de João de Elza, o que totalizou um período de 18 anos de prisão, a serem cumpridos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

De acordo com o secretário adjunto de Estabelecimentos Penais, João Bispo Serejo, 107 presos foram beneficiados pelo indulto de Natal. Com relação a João de Elza, Bispo Serejo afirmou que ele era um preso de bom comportamento e acabou sendo contemplado pela Justiça.

Caso Surama

O pistoleiro nunca confessou a morte de Surama. Alega que sequer o conhecia. Segundo o inquérito policial, o assassinato do publicitário está relacionado a uma dívida de R$ 600,00 que a irmã dele, Adalgisa Dias de Oliveira, teria com Teresa Lobato, a Tetê, dona do bar Sabor da Ilha, no Olho d’Água, tida como amante do acusado.

A dívida teria sido paga com um cheque, porém, sem fundos. Por isso, Teresa passou a cobrar a comerciante, que prometeu efetuar o pagamento. Com o passar dos dias, Teresa Lobato teria autorizado ao réu fazer a cobrança, na manhã do crime, um domingo, dia 12 de agosto de 2001, no bar de Adalgisa.

Surama, que morava em uma casa nos fundos do bar, não teria gostado da maneira como João de Elza chegou para cobrar Adalgisa. Ele, então, telefonou para Teresa Lobato, e teria reclamado do procedimento do cobrador. Segundo a acusação, depois do referido telefonema, a mulher teria contado tudo a João de Elza, que teria decidido retornar ao bar e tomar satisfações. A vítima estava dormindo e foi despertada pelo réu, que a matou.

Agravantes

João de Elza é, segundo a polícia, integrante de quadrilhas especializadas em assaltos a agências bancárias no Maranhão e em outros estados. Ele também é conhecido como pistoleiro de aluguel e responde, além da morte de Surama, por outros quatro homicídios praticados em São Luís e no interior do estado. Por um desses crimes, cometido no município de Cajari, ele foi condenado a seis anos de reclusão, em 1990, em Penalva.

Os outros homicídios ocorreram em 1994, nas proximidades do bar Tom Marrom, no Pingão, Anil; no ano seguinte, no povoado Coqueiro, em São João Batista; e, em 1997, em Viana. Apesar de o assassinato de Surama ter ocorrido em 2001, o criminoso só foi preso em abril de 2004, em Goiânia, depois de ter sido denunciado por quadrilheiros, seus comparsas.

Outra acusação

Além de assassinatos e assaltos, João de Elza foi acusado, em agosto de 2006, conforme investigações procedidas pelo Serviço de Inteligência da Polícia Federal, que encaminhou as informações à Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), de estar preparando uma emboscada, a ser executada por um irmão seu, contra delegado Robson Rui Lopes, que já foi diretor da Deic.

Os irmãos Matos Cutrim teriam uma rixa antiga com a família do delegado. Há mais de 10 anos, uma denúncia sobre roubo de gado, em Viana, feita por Miguel Lopes, pai de Robson Rui, teria culminado com a prisão de Raimundo Cutrim, o Raimundão, pai dos dois criminosos, que cumpriu pena no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Raimundão morreu pouco tempo depois de deixar a penitenciária, causando mais revolta entre seus familiares, que teriam passado a perseguir os de Miguel Lopes.

 (Com informações do imirante.com)

Os comentários não representam a opinião deste blog; a responsabilidade é única e exclusiva dos autores das mensagens.

13 comentários para “Pistoleiro João de Elza está foragido de Pedrinhas”


  1. Ximenes

    Uma pergunta! Como que um cara desse perigoso poderia ser beneficiado? Ele esta em viana, ou cajari ou sao joão batista. Os irmaos desse vagabundo vivem roubando gado e matando as pessoas na baixada. E a policia sabe disso tudo mais parece que tem medo. Esses vagabundos tem que ser mortos, todos eles. Quando a policia pegar tem que matar logo Porque bandido bom é bandido morto.

  2. Leitor

    Muita ingenuidade querer que um criminoso hediondo volte às grades. Vai voltar sim, a delinguir, a matar. Essa prerrogativa deveria ser concedida apenas a apenados que cometeram crimes mais brandos e não a assassinos. Infelizmente é a lei brasileira. Para o criminoso, garantias constitucionais. Para a (s) vítima (s), mero abandono!!!

  3. MIOLO

    SERÁ QUE NENHUMA “AUTORIDADE” NO MARANHÃO PRESTA??? ATÉ QUANDO ISSO VAI DURAR??? O MARANHÃO NÃO PRESTA PRA SE VIVER…É UM LUGAR ONDE NÃO SE PODE CONFIAR EM NENHUM PODER.

  4. Cachiblema

    Rapaz, devia prender o Juiz que o soltou, é muita palhaçada dessa Justiça. com uma Justiça dessa tem que haver muita bandidagem neste país…

  5. PAULO BARBA

    TE CUIDA ROBSON RUI, ESSE PESSOAL DA CÚPULA DA SEC. SEGURANÇA NÃO VAI TE DAR PROTEÇÃO, MAIS TEUS AMIGOS NÃO VÃO TOLERAR UM BANDIDO COMO ESSE JOÃO BOIZÃO DE ELZA CONTINUI SOLTO E AMEAÇANDO POLICIAIS, QUE NÃO MEDEM ESFORÇOS PARA BOTAR ESSES PILANTRÕES NAS GRADES. AGORA TODA POLICIA CIVIL VAI DAR O TOQUE DE TOLERANCIA ZERO CONTRA ESSE BANDIDÃO.

  6. jesus

    UM PAIS COMO O BRASIL QUE PASSA A MÃO NA CABEÇA DE ASSASSINOS E CONCEDE INDULTO DE NATAL A UMA PESSOA PERIGOSA QUE MATA E VAI DORMIR, JAMAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIS EM MOMENTO ALGUM VAI MELHORAR OS ÍNDICEIS DE CRIMINALIDADE QUE ASSOLA ESTE PAIS. BANDIDOS IGUAIS A ESSE DEVERIAM ESTÁ QUEBRANDO PEDRAS NO SOL QUENTE E DEBAIXO DE CHIBATADAS.
    O MARANHÃO DEVERIA SEGUIR O EXEMPLO DO CEARÁ. COM CERTEZA LÁ DEVE TER SECRETÁRIO DE SEGURANÇA.

    NOTICIAS DO PORTAL R7

    CEARÁ NÃO CONCEDE INDULTO DE NATAL PARA PRESOS.
    Detentos do regime semiaberto do Ceará não terão direito ao indulto que permite a saída no Natal e Ano-Novo, de acordo com a Justiça do Estado. A decisão é para evitar a fuga dos internos e a reincidência de crimes
    Segundo o juiz titular da Vara de Execução Penal e Corregedoria de Presídios, Luiz Bessa Neto, o indulto também não é concedido no Carnaval e Semana Santa. Ele conta que existem 16.222 pessoas presas no Estado e que 1% desse total irá receber o perdão da pena por bom comportamento nos próximos dias.

  7. Celso Magalhaes

    Culpem a nossa lei penal, e não os juizes

  8. JOSE ROBERTO

    JOÃO DE ELZA É O PRESO MAIS “CELEBRIDADE” QUE MORA LÁ NA CADET (CASA DE DETENÇÃO), O CONHEÇO DE VISTA, NÃO PARECE SER UM CARA NADA PERIGOSO, DEMONSTRA SER UM PRESO DE ÓTIMO COMPORTAMENTO, PASSA O DIA BEM VESTIDO, NÃO LEVA UMA ROTINA DE PRESO, QUEM NÃO O CONHECE ATÉ PENSA QUE É UM AGENTE PENITENCIÁRIO, TRATA TODOS MUITO BEM, É ATÉ GENTIL COM AS PESSOAS QUE LÁ VISITAM, NÃO DEMONSTRAR SER AQUELE PISTOLEIRO SANGUINÁRIO DA FOTO ACIMA. NO ENTANTO, A LEI DE EXECUÇÕES PENAIS – LEP, PERMITE QUE PRESOS DE BOM COMPORTAMENTO OBTENHAM A SAÍDA, É UMA FORMA DE REINTEGRAR O PRESO À SOCIEDADE, VISTO QUE, O NOSSO SISTEMA PENAL TEM COMO FINALIDADE A RESSOCIALIZAÇÃO DO APENADO. LOGO, PELA CF TER COMO CLÁUSULA PÉTREA A NÃO PENA DE MORTE E O BANIMENTO DE TRABALHOS FORÇADOS, A LEI APENAS SEGUE O QUE FORA DETERMINADO NA NOSSA CARTA MAGNA. ASSIM, SE O CONDENADO NÃO COMPARECE AO PRESÍDIO AO TÉRMINO DO BENEFÍCIO JÁ É CONSIDERADO FORAGIDO, E SE CAPTURADO, RETROAGIRÁ EM SEU SISTEMA DE PENAS, NÃO TENDO MAIS DIREITO A BENEFÍCIOS COMO TAL, PROVAVELMENTE IRÁ, APOS SER CAPTURADO, DAR CONTINUIDADE AO CUMPRIMENTO DE SUA PENA, AGORA NO SISTEMA REGRESSIVO, OU SEJA, NAO MAIS NO SEMI-ABERTO, SOMENTE NO FECHADO. TOMARA QUE O MESMO NÃO COMETA MAIS UM CRIME …. NÃO TENHO NENHUMA PROCURAÇÃO PARA O DEFENDE-LÓ, SOMENTE ACREDITO NA LEP COMO OBJETIVO DE RESSOCIALIZAR O APENADO…

  9. M.Mendonça secretaria da sejap

    Esse preso aí tem a maior regalia na CADET.até comércio lá dentro ele tem.lá ele mora sozinho em uma cela e tem a chave da cela.ele paga todo mês para o diretor da CADET mil reais pelo aluguel do “comércio”.um preso conhecido como “faro fino”,que estava havia 12 anos preso na CADET,fugiu.esse preso estava envolvido na morte do delegado Stênio Mendonça.

  10. Sousa

    O juiz não tá nem ai, mesmo porque tem segurança particular, cerca elétrica em seu apartamento nas alturas carro blindado, etc e tal.. O resto foda-se.

  11. junior

    joao de elza nao e o que as pessoa andao falado por ai >>>

  12. junior

    JOAO DE ELZA NAO E O QUE ANDAO FALADO POR AI?

  13. GALEGO

    É muito fácil acusar os outros quando se tem poder como esse tal Robson Ruy que foi direto da DEIC que por motivo de richas de seus pais no passado vive atormentando a vida desde cidadão João de Elza e sua família, colocando várias acusações e crimes em seu nome.

    Obs: Isto é uma perseguição!

deixe seu comentário