Bronca de Roseana em ministras é notícia na Veja

Depois do colunista Cláudio Humberto, agora é a coluna Radar, da Veja que está nas bancas, que repercute matéria do blog sobre a bronca que a governadora Roseana Sarney (PMDB) deu mês passado nas ministras Maria do Rosário (Direitos Humanos), Luiza Bairros (Igualdade Racial), Márcia Quadrado (Desenvolvimento Agrário, em exercício), e no presidente nacional do Incra, Celso Lisboa de Lacerda, durante reunião no Palácio dos Leões (reveja).

Bronca de Roseana já repercute nacionalmente

Está repercutindo nacionalmente a bronca que a governadora Roseana Sarney (PMDB) deu nas ministras Maria do Rosário (Direitos Humanos), Luiza Bairros (Igualdade Racial), Márcia Quadrado (Desenvolvimento Agrário, em exercício) e o presidente nacional do Incra, Celso Lisboa de Lacerda, durante reunião no Palácio dos Leões, conforme relatado pelo blog em post abaixo. A coluna do jornalista Cláudio Humberto está dando amplo destaque ao assunto.



Roseana dá bronca em ministras no Palácio

A governadora Roseana Sarney (PMDB) deu uma bronca daquelas na tarde desta quarta-feira nas ministras Maria do Rosário (Direitos Humanos), Luiza Bairros (Igualdade Racial), Márcia Quadrado (Desenvolvimento Agrário, em exercício) e o presidente nacional do Incra, Celso Lisboa de Lacerda, durante reunião no Palácio dos Leões.

Roseana ficou revoltada porque as ministras chegaram ao Maranhão e foram direto para um encontro com quilombolas no Incra, contrariando a agenda previamente acertada com o Governo do Estado.

Roseana durante reunião com ministras e presidente do Incra no Leões

“Aqui tem governadora, tem comando e eu exijo respeito. Duvido se vocês fossem para outro estado não iriam primeiro falar com o governador?! Faço questão de protestar porque não admito e não aceito este tipo de coisa. Sou da base do governo Dilma e meu governo é aberto aos sem-terra, quilombolas e movimentos sociais”, reclamou Roseana.

As ministras pediram desculpas e colocaram a culpa em assessores.

Na verdade, segundo fontes do próprio PT, por trás de toda a história estariam o deputado Domingos Dutra e o militante Márcio Jardim, atualmente “funcionário fantasma” da Prefeitura de Maricá, no Rio de Janeiro (reveja).

Eles teriam pego carona no avião da FAB com as ministras e Celso Lacerda. Ao chegarem a São Luís, levaram as autoridades diretamente para o Incra onde vários quilombolas aguardavam. Dutra e Márcio são da corrente “Movimento PT”, a mesma de Maria do Rosário, deputado federal pelo Rio Grande do Sul.

Segundo apurou o blog, pelo menos dez ônibus levaram manifestantes de várias partes do Maranhão ao órgão. Muitos deles foram ao local com a promessa de liberação de casas por parte do Incra, o que não ocorreu.

Além de Dutra e aliados, os quilombolas estariam sendo insuflados contra o governo por assessores do deputado estadual Bira do Pindaré (PT) e pela ala radical do PSOL e PSTU. Ou seja, estão sendo usados em um movimento político.

Na reunião no Palácio dos Leões, da qual participaram ainda o vice-governador Washington Oliveira (PT), os secretários Aluísio Mendes (Segurança), Conceição Andrade (Desenvolvimento Agrário), Luiza Oliveira (Direitos Humanos) e Claudett Ribeiro (Igualdade Racial), Roseana lembrou que 90% do problema são de responsabilidade do Governo Federal.

Disse mais: que assim que as ministras deixassem o Maranhão era o Governo do Estado quem ia ter de resolver a questão. Também presente, o deputado Chiquinho Escórcio (PMDB) cobrou do presidente do Incra a liberação de cerca de R$ 200 milhões para a construção de casas e celebração de convênios com as prefeituras maranhenses.

Maria do Rosário aproveitou para reclamar do deputado achando que ele seria “assessor do governo”. Chiquinho rebateu dizendo que era deputado federal como ela, além de ter sido assessor especial do presidente Lula, e atualmente ser vice-líder do PMDB na Câmara. Mas uma vez a ministra teve de pedir desculpas.

Segundo apuração feita pelo blog, os petistas locais gostaram da atuação da governadora no episódio. “Eu não conhecia esse lado de Roseana. Ela me surpreendeu”, disse uma fonte do partido.

No final, Chiquinho brincou com a governadora. “Essa é a Roseana, filha de José Sarney e Dona Marly”. “Estás enganado! Papai não gosta de briga”, devolveu a governadora.